Compartilhar:

Mapa

Horário de atendimento

Aberto
Dom: 10:00 às 17:00 Ter à Sáb: 10:00 às 17:00

Sobre

O Museu Afro Brasil é uma instituição administrada pela Associação Museu Afro Brasil, qualificada como OSCIP - Organização da Sociedade Civil de Interesse Público e tem o apoio, através de Termo de Parceria, com a Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo, e com supervisão da Divisão de Iconografia e Museus DIM / DPH.A implantação do Museu em 2004 se deu com recursos de patrocínio da Petrobrás, com incentivos da Lei Rouanet, do Ministério da Cultura MinC. A gestão do projeto foi de responsabilidade do Instituto Florestan Fernandes IFF, por meio de termo de colaboração com a Secretaria Municipal de Cultura SMC.O Museu mantém uma equipe interdisciplinar de consultores, especialistas em museologia, história, antropologia, artes e educação e equipes operacionais e administrativas, que dão suporte ao trabalho realizado. A coordenação do trabalho é feita pelo curador Emanoel Araújo.O Museu Afro pode ser acessado por todos, tem entrada gratuita, tem tratamento didático nos seus conteúdos, o acolhimento é parte da estrutura didática do Museu e ele está concebido no âmbito das políticas públicas, com financiamento público (seja diretamente pela Prefeitura ou por incentivos fiscais na área cultural), sem descartar contribuições privadas.O Museu Afro Brasil também conta com a Associação Museu Afro Brasil para viabilizar os seus projetos através da captação de recursos, apoios e patrocínios.

Outras informações

Nenhuma informação disponível ainda.

Avaliações

Avalie este local

  • Priscila Bulbarelli Ferreira
    O Museu Afro Brasil fica dentro do Parque Ibirapuera e junto com outras obras de arte e museus constitui uma das principais atrações do parque. Suas obras são inspiradas na cultura afro-brasileira, portanto o museu mostra toda trajetória dos negros no Brasil desde os primeiros ¿imigrantes¿ africanos trazidos nos navios negreiros para serem escravos em nossa terra. Os objetos expostos são bem ligados às tradições africanas, sua cultura, religião, crenças, indumentárias, música e comida , tudo remete à cultura africana dos primeiros negros que vieram para o Brasil até os dias de hoje. É muito interessante saber a parte de nossa história que os museus convencionais não nos contam, e realmente gratificante termos um espaço como esse que valoriza pessoas que tanto foram humilhadas e sofreram no Brasil colonial. Pra mim é um dos melhores museus que a cidade de São Paulo fomentou nos últimos anos. Importante mantermos esses registros de nossa cultura que não é aquela dos museus convencionais
  • Lucas Reginato
    Qualquer uma das atrações do Parque do Ibirapuera é um bom passeio de fim de semana ou feriado. Porque para ir até o Museu Afro, por exemplo, você terá que deixar o carro, para quem anda de carro, pelo menos no estacionamento. Quem anda de transporte público pode ir de ônibus, e descer perto da Alesp, ou nos pontos que ficam imediatamente em frente à entrada do parque. Uma boa opção é ir de bicicleta, principalmente nos domingos, quando a cidade tem mais ciclofaixas. O Museu Afro é um dos mais novos, e veio em boa hora. É muito importante que, principalmente as novas gerações, saibam da história do nosso país, que cresceu carregado pelo sofrido povo africano escravizado em nossas terras. O museu conta a história muito didaticamente, e os guias estão bastante preparados. Vale a pena conhecer.
  • Carolina Pereira
    O Museu Afro- Brasil fica dentro do próprio Parque do Ibirapuera. É um museu relativamente novo e que transmite muito da história brasileira bem como a influência dos negros para que nossa cultura se desenvolvesse. É muito legal porque você vê um pouco de tudo, peças que retratam a religião, o trabalho, o período de escravidão e tudo mais. O museu é público, ou seja, a entrada é gratuita. Tem o acervo fixo e também algumas exposições temporárias. Agora, por exemplo, tá rolando uma sobre a Bahia e da artista plástica Carolina Caliento - se você não a conhece, deveria conhecer. As telas dessa artista são muito expressivas e impactantes. Além disso, também tem um auditório e uma biblioteca que também é especializada na cultura afro-brasileira. São livros que complementam o acervo de arte. Tudo no Museu volta como uma verdadeira aula sobre nós mesmos, é algo realmente para todos! O museu fica no final da marquise. É um prédio grande. Não tem como errar. Recomendo!
  • Zaira
    Dentro do Parque do Ibirapuera, o Museu Afro, tem um acervo de fotos, escultura, etc. Acervo maravilhoso. Vale a pena conhecer.
  • Karina Brandao
    Tem muito sobre história afro-brasileira, não custa conhecer, aliás, é nossa obrigação reconhecer nossas ancestralidades.
  • Evandro Siol
    Fica dentro do Parque Ibirapuera, é gratuito e há alguns artigos, livros para venda.

Baixe o aplicativo do Apontador e encontre os locais que você procura com rapidez.