Buttina

(10 avaliações)
Rua João Moura, 976, Pinheiros, São Paulo - SP, CEP: 05412-002
  • (11) 3083-5991
  • (11) 3088-6840
Compartilhar:

Mapa

Fotos

Horário de atendimento

Fechado
Dom: 13:00 às 17:00 Ter à Qui: 12:00 às 23:30 Sex: 12:00 às 00:00 Sáb: 13:00 às 00:00

Sobre

Com o Selo Ospitalita, concedido pelo Governo Italiano, o Buttina produz massas delicadisismas e um gnocchi varias vezes premiado, feitos com farinha italiana "00", alem de deliciosos antepastos e doces, todos artesanais.

Outras informações

Formas de pagamento

Visa - American Express - Diners Club - Mastercard - Visa Electron - REDESHOP - Maestro

Serviços adicionais

Jantar - Estacionamento - Manobrista - Número de Lugares - Carta de vinhos - Buffet - Rolha - Almoço

Avaliações

Avalie este local

  • Josiane Joveli

    Ah, Itália! Tão cheia de histórias, sabores, aromas e paixões, não é de surpreender que seja uma das gastronomias mais respeitadas e procuradas de todo o mundo. Aqui em São Paulo, nós, apaixonados por culinária, estamos sujeitos a diversos restaurantes do gênero. Alguns são espetaculares, outros deixam a desejar, porém, todos compartilham de um único amor por essa cultura gastronômica inigualável. Muito conhecido por ter ¿o melhor nhoque da América Latina¿, com a chef Filomena Chiarella na execução do cardápio, o Restaurante Buttina traz um verdadeiro festival de comidas que fazem a boca salivar só de ler a descrição. Um dos grande acertos da casa foi a inclusão de um menu executivo que custa apenas R$ 48,00, disponível de terça a quinta, oferecendo ao cliente uma entrada, prato principal (as três são impossíveis de escolher: ravióli de ricota de búfala, penne ao ragu de carne na cerveja e espaguete alho e óleo com rúcula e tomate seco) e a sobremesa. Para celebrar toda essa delicia não deixe de escolher um vinho da excelente carta disponibilizada pelo lugar. O Buttina faz parte das grandes cantinas da cidade e quando você sai de lá, entende o motivo.
  • Maria Paula

    Eu recomendo! Pelo que sei, a casa existe desde à 18 anos atrás e mantém tradição até hoje. Eu realmente não tinha conhecimento, e ouvia muito falar, Então resolvi ir e avaliar se realmente era tudo aquilo que falavam. Foi aí que eu e minha família estivemos no restaurante em um final de semana de janeiro de 2014, só não me recordo o dia... E posso chegar em algumas conclusões: Achei o ambiente agradável e aconchegante. Em poucos lugares me senti tão a vontade para comer. Além disso o serviço é super atencioso e prestativo. As comidas são divinas! Os temperos, as massas, os ingredientes... tudo de ótima qualidade! Eu recomendo para você que nunca foi e quer uma sugestão de prato, degustar aquele gnocchi. Eu boto minha mão no fogo, é o melhor gnocchi e a melhor lasagna de São Paulo. O local também apresenta uma diversa carta de vinhos de excelente qualidade, e um jardim de jabuticabeiras que nunca vi igual.
  • Bruna Gianinni Alves

    O restaurante Buttina, localizado em Pinheiros é considerada uma das melhores cantinas de São Paulo, sendo até premiada nessa categoria. Em uma casa antigo, dos anos quarenta, funciona a trattoria. O ambiente é bem arborizado e possui janelas enormes, permitindo a entrada de luz natural. A pequena fachada amarela não chama muita atenção, mas adentrar o local, nos deparamos com um espaço incrível. O atendimento é nota dez. Apesar da casa lotada, todos os atendentes são simpáticos e atenciosos. Adorei o serviço. Todas as receitas são de família, e eu me senti como se estivesse na casa da vovó. Vale a pena pedir o Spaguettini di Cacao com massa de cacau ao molho de mascarpone e presunto cru, ou até mesmo o nhoque de batata com molho de tomate alho e manjericão. A casa aceita pedidos delivery de acordo com a região, possui atraente carta de vinhos e tem valet com manobrista por R$ 15,00.
  • Ray Filho

    Uma casa em Pinheiros que por fora não mostra a delicia de lugar!!!!! No sobrado de uma das ladeiras de Pinheiros, o casal Filomena Chiarella e José Otávio Scharlach montou essa acolhedora trattoria dezoito anos atrás. A dedicação da dupla coloca a casa na elite desse segmento na cidade. Tudo por causa do cardápio, em especial da seleção de massas artesanais. Uma delicadeza só, o nhoque mineirinho (R$ 43,00) é feito com batata e tem o formato de macias conchas às quais se adicionam tomate picado, queijo de minas e cebolinha verde. Foge do lugar-comum a polenta de maracujá que acompanha a bisteca suína úmida e rosada (R$ 48,00). Pena que o purê de feijão-branco que vai junto com o cordeiro em cubos tenha excesso de gengibre. Custa R$ 58,00. O antepasto tre (R$ 22,00), conjunto de sardela, berinjela desfiada e patê de ricota, faz a festa para abrir a refeição. Nem pense que o macchiato (R$ 20,00) é um expresso com espuma de leite. Trata-se de um delicioso híbrido entre o affogato e o tiramisu: um pedaço de bolo de cacau com sorvete de chocolate e creme de mascarpone no qual se derramam café de cafeteira italiana e licor de anis. Reservei antes de ir, umas 10 horas antes, o que foi bem útil, já que não esperamos nada para sentar. Os garçons sempre bem solícitos e dispostos, o lugar é lindo, a jabuticabeira que invade os salões é magnífica. A comida sempre me surpreende com o sabor inigualável das massas, pedi nhoque de batata com Braciola. Muito bem servido.
  • Emikafoto

    O Buttina fica em frente a uma ciclovia na rua João Moura. No último sábado estava pedalando pela ciclovia e, como muitas vezes acontece, tinha um cliente parado na faixa e um motorista do vallet pegando seu carro. Falei com o tal cliente que ele me fez perder o embalo e que alí era proibido parar. Ele furioso começou a gritar comigo. O problema foi o manobrista, também alterado, começou a defende-lo e começou a me xingar sem motivo. Talvez pelo fato de que o 'cliente tem sempre razão'. Bom, fica a dica. Se você for ciclista ou simpatizante do movimento, procure outro lugar para comer. Garanto que será melhor atendido.
  • Fada Azul

    Abriu, no quintal da casa, uma nova área, na qual o inventário florestal assinala a presença de cinco jaboticabeiras, duas amoreiras e uma pitangueira, para abrigar onze disputadas mesas. É cantina diferenciada, que atrai clientela fiel. Faz sucesso o orecchiette com brócolis, molho de tomates e lingüiça calabresa. É preparado artesanalmente apenas nas terças, quartas e quintas. Nas massas, o cardápio avisa que os pratos com molho de tomate já vêm com queijo parmesão. A carta de vinhos não pára de crescer e o cliente pode trazer sua garrafa pagando para ser servida.
  • Amanda Petite

    Esse restaurante é daquele tipo raro em São Paulo que combina um ambiente lindo, cativante com comida divina sem muita frescura e com porções boas. Peçam as massas feitas com cacau - eu me surpreendi!
  • Tiago pessoa

    O Lugar impressiona! Vale experimentar as opções variadas de inhoque que só rola dia 29. mas é bom reservar mesa neste dia pois lota.

Leve o Apontador no seu smartphone, é grátis

* Disponível somente para Android